(11) 4023-1145 (11) 94954-9145 contato@clinicaspavanatto.com.br
(11) 4023-1145 (11) 94954-9145 contato@clinicaspavanatto.com.br

O que um psicólogo faz numa clínica terapêutica de dependência química?

O que um psicólogo faz numa clínica terapêutica de dependência química

Dependência química é um assunto que ainda gera dúvidas na maioria das pessoas. Inclusive o que é, como tratar, onde tratar. O que acontece dentro das clínicas, etc. Hoje nós vamos falar sobre o que um psicólogo faz numa clínica terapêutica de dependência química. Continue a leitura!

Primeiramente vamos falar aqui o que é a dependência química de fato, pois muitos não tem uma noção clara e precisa do que ela seja. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a dependência química é uma doença crônica comportamental, fisiológica e cognitiva que ocorre com o uso repetido de determinadas substâncias.

Entre as dependências mais comuns, consideradas psicoativas, estão o álcool, o fumo e a cocaína. Mas há ainda que se considerar indivíduos que se viciam em substâncias farmacológicas (remédios).

Essas substâncias, ou comumente chamadas de drogas, psicoativas atuam no sistema nervoso central das pessoas e alteram a sua capacidade de pensar, sentir e até agir.

Elas também causam um desequilíbrio no organismo, alterando o metabolismo químico, o que causa a dependência.

Falando das causas da dependência química, muitos podem ser os motivos, desde uma curiosidade experimental, até fatores genéticos e psicossociais.

Há estudos relacionados a esse entendimento sobre a predisposição de um indivíduo ao risco da dependência e do vício. Mas ainda se entende como uma doença multifatorial.

Podem ser considerados então, como fatores de risco:

  • genética.
  • disponibilidade de substâncias psicoativas.
  • falta de monitoramento dos pais, quando se é mais jovem.
  • transtornos psiquiátricos.
  • ambiente que se está inserido.

A atuação do psicólogo na clínica terapêutica de dependência química

A atuação do psicólogo na clínica terapêutica de dependência química

A internação foi durante muito tempo o recurso mais utilizado para o tratamento, isso porque se objetivava, basicamente, a abstinência completa.

Contudo, a partir de uma nova concepção, o objetivo foi ampliado e o tratamento passou a ter como meta motivar a pessoa a ampliar seu repertório social. E a buscar novas maneiras de se relacionar e novas habilidades sociais para lidar com o cotidiano.

Daí entra o papel importante do psicólogo na clínica terapêutica de dependência química.

O objetivo do psicólogo na clínica terapêutica de dependência química é prestar assistência preventiva, curativa e de reabilitação, por meio da psicoterapia individual e/ou de grupo.

A intenção é que, a partir do uso de técnicas de prevenção e de recaída, a pessoa consiga atingir a abstinência e, com isso, seja capaz de readaptar-se socialmente.

Elaborando as suas dificuldades pessoais e tendo consciência das questões relacionadas ao seu vício e a possibilidade de recaída.

Com a ajuda do psicólogo na clínica terapêutica de dependência química, o dependente químico consegue reavaliar e corrigir o seu pensamento, aprende a dominar os problemas e as situações que a princípio ele considerava insuperável.

Mesmo que o quadro inicial do dependente químico apresente perdas e limitações, o especialista necessita abordar o comportamento com praticidade e concretude. Buscando soluções que substituem os padrões de comportamento destrutivo. É um tratamento mais realista e adaptativo.

Na Clínica Pavanatto contamos com profissionais de alto nível, não apenas na área da psicologia, mas também em outros setores.

Para saber mais a respeito dos nossos serviços, entre em contato conosco. Será muito satisfatório para nós poder atender você!