(11) 4023-1145 (11) 94954-9145 contato@clinicaspavanatto.com.br
(11) 4023-1145 (11) 94954-9145 contato@clinicaspavanatto.com.br

Clínica de recuperação que aceita convênio médico

Se você está lendo este artigo, é bem provável que esteja procurando por uma clínica de recuperação que aceita convênio médico.

Talvez você não tenha certeza se de fato exista alguma clínica de recuperação que aceita convênio médico. Mas já te adiantamos que sim, existe e as Clínicas Pavanatto fazem parte desse grupo.

E se você chegou até aqui, também é bem provável que esteja com problema com a dependência química. Não que necessariamente seja você o dependente químico, mas alguém próximo a você, algum familiar ou amigo e você quer ajudá-lo(a).

Independentemente de qual seja a situação, você está no caminho certo, pois a melhor maneira de vencer a dependência química é procurando ajuda profissional. Afinal, superar essa dificuldade sozinho, ou melhor, sem ajuda profissional, não é nada fácil.

A dependência química é uma doença que literalmente destrói diversas famílias no mundo todo. Dados do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) mostram que existem no mundo mais de 271 milhões de usuários de drogas. E desses 271 milhões, mais de 30 milhões são considerados dependentes químicos.

No Brasil, o número de usuários de drogas ilícitas ultrapassa os 3,5 milhões. E, apesar dos esforços por parte de ONG’s, da iniciativa privada e do poder público, investindo em programas de prevenção e combate ao uso de drogas, o número de usuários vem aumentando com o passar do tempo, infelizmente.

Clínica de recuperação que aceita convênio médico: como funciona a internação?

como funciona a internação

Agora que você já sabe que a clínica de recuperação aceita convênio médico, vamos te dizer como proceder para concretizar a internação do dependente químico. Veja, a seguir, quais os primeiros passos:

  1. Antes de contatar seu plano de saúde para que a internação seja realizada, você precisa ter a solicitação médica e nela deve constar o CID (Classificação Internacional de Doenças) da doença.

  2. Em seu contrato do plano de saúde deve constar a cobertura da doença. Essa orientação é importante de ser seguida, pois a grande maioria dos convênios médicos possuem diferentes planos de saúde e cada um deles possuem suas especificidades.

  3. Falando dos planos de saúde que os convênios médicos oferecem, é necessário que o paciente possua um plano hospitalar, ou seja, que permita a internação prolongada.

Caso tenha alguma dúvida sobre alguns desses 3 itens que listamos, aconselhamos entrar em contato com seu convênio médico para esclarecê-las.

Se a sua situação se encaixa dentro desses requisitos que listamos, o convênio médico não pode negar a internação do dependente químico.

O que ocorre em alguns casos onde o convênio médico nega a internação do dependente químico, é a alegação de ser uma doença pré-existente. Mas se o convênio médico não solicitou exames no momento da contratação do plano de saúde para verificar a existência da doença, esse argumento é inválido.

Outro obstáculo que o convênio médico pode impor é limitar o tempo de internação na clínica de recuperação. Essa prática é ilegal. O convênio médico tem por obrigação arcar com o valor integral das despesas da internação na clínica de reabilitação até o paciente receber alta.

Agora que você já sabe que a Clínica Pavanatto é uma clínica de recuperação que aceita convênio médico, entre em contato conosco. Nós queremos e iremos ajudar você!

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.